Fiz um samba-enredo com o robô CHATGPT

Márcio Carneiro dos Santos
8 min readFeb 2, 2023

Série de experimentos para explorar as possibilidades da IA Generativa

Imagens geradas por mim usando Midjourney

A Inteligência Artificial Generativa — IAG é um ramo da inteligência artificial que, em termos simples, tenta simular a própria criatividade humana, através da geração de textos e imagens, com uso em diversos cenários, que tenho estudado a partir de um projeto que estou desenvolvendo no LABCOM — Laboratório de Convergência de Mídias da UFMA.

Este projeto visa explorar novas ferramentas, metodologias e abordagens na área de Comunicação e Informação, usando recursos computacionais intensivos.

Outros produtos da mesma iniciativa incluem um livro, com versão simplificada já lançado com download gratuito , que foi escrito a quatro mãos, minhas e do bot CHATGPT .

Imagens geradas por mim usando Midjourney

Da iniciativa maior à qual o experimento do livro é conectado, constam também o projeto de um outro livro, infantil, com texto só humano, no caso meu, mas com todas as ilustrações feitas com MidJourney; um app de análise de grandes volumes de texto, baseado na API do CHATGPT, para uso por pesquisadores da Comunicação e mais 4 artigos acadêmicos avaliando aspectos diferentes desta temática: o uso de IAG pelo jornalismo; uma metodologia de avaliação de ferramentas de IAG; a aplicação de CHATGPT em assessorias na área de gestão de crises e a exploração de IAG para produção de desinformação.

Mas vamos ao carnaval.

Imagens geradas por mim usando Midjourney

Se nunca ouviu falar, CHATGPT é uma implementação do modelo de linguagem GPT-3 , da OPENAI, no formato de um robô, que conversa com você, consegue gerar textos, em português inclusive, com muita assertividade e resultados bem diferentes dos que conseguíamos com as gerações anteriores de outras ferramentas de alguns gigantes da tecnologia.

Interface do bot CHATGPT com a área do prompt onde entramos com nossas solicitações no diálogo com ele.

Não vou entrar em detalhes neste post mas, se tiver interesse, tenho uma playlist completa no canal LabcomUfma no YouTube, incluindo vídeos introdutórios para que possa conhecer algumas ferramentas de IAG, inclusive para teste. Também tenho vídeos sobre extensões para aumentar seu potencial de uso e material dedicado a cenários específicos como ChatGPT para professores e Midjourney para designers , por exemplo.

Playlist com vídeos sobre IAG no canal LabcomUfma no YouTube

Neste post trago um relato de mais um experimento com a ferramenta CHATGPT. Nele o objetivo foi propor ao bot uma tarefa relativamente difícil: escrever um samba-enredo para um escola de samba brasileira falando sobre o fascínio e o temor da humanidade em relação à tecnologia.

Porque seria difícil, já que acabei de dizer que ele é muito bom no que faz ?

a) Na sua imensa base de treinamento, composta em grande maioria por documentos que foram coletados da internet até 2021, suponho que o tópico samba-enredo de escola de samba brasileira tenha pouca representatividade.

b) apesar de escrever bem em português, inclusive poemas em diversos estilos ( pedi recentemente que ele me escrevesse um haikai japonês), no experimento notei que criar rimas, em linguagem popular ou até mesmo entender que um samba-enredo é a letra de uma música num estilo específico, não era tão simples para ele.

c) no processo, lidando com ele como um assistente, como sempre uso ferramentas assim, pedindo revisões e mudanças, mesmo com novos prompts, ou seja, com informações adicionais, ele não conseguiu aprimorar o texto inicial e apenas gerar versões e variações de forma randômica, o que é bem normal, se você entende como um modelo de processamento de linguagem natural (PLN) trabalha.

Para saber mais sobre prompts e seu uso profissional, desenvolvi um treinamento que talvez queira conhecer neste link.

Tenho outros textos também aqui mesmo na plataforma Medium, nos quais exploro vários outros aspectos do PLN, subárea da inteligência artificial que me interessa bastante e que, estranhamente, é praticamente desconhecida da maioria dos pesquisadores da Comunicação. Mas isso é outra história.

Deixo aqui todo o registro do processo caso queira ver o diálogo inteiro.

O prompt inicial, no qual comecei o diálogo foi : “Escreva um samba enredo para um a escola de samba brasileira para ser usado no Carnaval. Um samba enredo que quero é a letra de uma música, no caso , no ritmo do samba . O tema do samba enredo dever ser a relação ambígua entre o homem e a tecnologia. De um lado com a fascinação com tudo que pode ser feito usando ferramentas tecnológicas como a inteligência artificial , por exemplo. E do outro o medo pelos danos que tais mudanças tecnológicas podem causar.”

O resultado inicial, ou seja, a letra do samba que criou está abaixo. Como poderão avaliar há repetições, poucas rimas e linguagem muito rebuscada para um produto deste tipo.

Transcrição integral da versão só do CHATGPT:

“Verse 1:

O homem está em busca de mais e mais tecnologia

É fascinado por tudo que ela pode proporcionar

Inteligência artificial, robôs, tudo é novidade

Mas há um lado sombrio, um medo crescente

Refrão:

Ambígua é a relação entre o homem e a tecnologia

Fascinação e medo se misturam, é uma ambiguidade

O futuro é incerto, mas a tecnologia avança

Será que vamos nos arrepender de tudo que a gente faz?

Verso 2:

O poder da tecnologia é incontestável

Mas há preocupação com o impacto que ela pode causar

A perda de empregos, o isolamento social

Será que vamos conseguir encontrar o equilíbrio?

Refrão:

Ambígua é a relação entre o homem e a tecnologia

Fascinação e medo se misturam, é uma ambiguidade

O futuro é incerto, mas a tecnologia avança

Será que vamos nos arrepender de tudo que a gente faz?

Verso 3:

Mas mesmo com todas as incertezas

O homem segue em frente, em busca de mais e mais tecnologia

Porque ela pode trazer tanto bem-estar e progresso

Mas é preciso ter cuidado, para não perder o controle

Refrão:

Ambígua é a relação entre o homem e a tecnologia

Fascinação e medo se misturam, é uma ambiguidade

O futuro é incerto, mas a tecnologia avança

Será que vamos nos arrepender de tudo que a gente faz?

Coda:

A tecnologia é uma parte importante da nossa vida

Mas é preciso ter cuidado para não perder o controle

A ambiguidade entre o homem e a tecnologia

Deve ser encarada com cautela, para um futuro melhor.

Entendo que não é de todo mal, entretanto, provavelmente, para a finalidade proposta, na minha opinião, não ficou muito próximo. Suponho que, em parte, pelas dificuldades que apontei acima, principalmente a primeira.

Ao longo do processo então fui pedindo reformulações até o momento em que vi que ele já estava se repetindo ou não estava mais aproveitando o material já melhorado anteriormente na conversa e só gerando mais versões da mesma coisa; o que ele faz muito bem.

Destaco este aspecto porque na internet tem muita gente dizendo que é fácil ganhar dinheiro com CHATGPT vendendo textos; o que me parece um grande engodo, já que se a pessoa não sabe escrever, provavelmente não conseguirá nem aprimorar o que ele faz, nem identificar os erros que comete. Repetições, frases sem sentido, uso de expressões fora de contexto ou inadequadas a partir do que se pede.

A OPENAI é extremamente transparente neste aspecto, avisando sempre que é uma ferramenta experimental, que pode cometer erros, que tem a base de dados limitada a 2021 mas, mesmo assim, a pressa e a imprecisão de muito do que se publica na internet fez de CHATGPT uma estrela endeusada com mais atributos do que realmente tem. Não é culpa dele.

Após o processo de interação e depois de ter esgotado o que imaginei poderia conseguir com o bot na tarefa, fiz algumas inserções só minhas na letra.

Abaixo segue então a versão final, em que o que está em itálico é o resultado do processo de revisão que fui pedindo, a partir do que o CHATGPT ia gerando, ou seja, como se ele funcionasse como um redator que vai refazendo e aprimorando seu produto, a partir da interação com um diretor de redação que o orienta e guia para o resultado desejado.

O que está em negrito são inserções apenas minhas, que fiz por conta própria, para adequar melhor o que consegui desse processo de trabalho em dupla, ao tipo de saída que queria obter, isto é, um samba-enredo.

Resumindo, de um jeito ou de outro, acabei metendo a mão no texto todo e é por isso que digo que, se você não sabe escrever direito, não é o CHATGPT que vai te salvar e te fazer ganhar dinheiro fácil na internet, vendendo coisas que não consegue avaliar, como tem muita gente dizendo ai.

Como sou pesquisador e não compositor, imagino que ajudei, mas sem pretensões de chegar nem perto dos nossos mestres da MPB que, com sambas memoráveis, criaram peças que, provavelmente por um bom tempo, o CHATGPT ainda não vai entender.

Você diz o que achou.

SAMBA ENREDO — Versão 4 — Edição Humana

Nós queremos sempre mais tecnologia

É legal, é nova, é diferente

Inteligência artificial, robôs, tudo é incrível

Mas temos medo, sem saber o que é possível.

Refrão:

Fascinação e medo, um jogo ambíguo

É a relação entre o homem e tecnologia

O futuro é incerto, mas ela avança

Cuidado é necessário, para não cair na dança.

A tecnologia é forte e poderosa

Mas pode trazer problemas, isso é verdade

Perda de empregos, solidão, isso é ruim

Mas com sabedoria, pode ser sem fim.

Refrão:

Fascinação e medo, um jogo ambíguo

É a relação entre o homem e a tecnologia

O futuro é incerto, mas ela avança

Cuidado é necessário, para não cair na dança.

A tecnologia traz conforto e progresso

Mas toma cuidado que nem tudo é sucesso.

Mesmo com o medo, com pé atrás,

Nós queremos sempre mais e mais,

O post, o trend, a mídia, os jornais,

Todo mundo quer bombar nas redes sociais

Refrão:

Fascinação e medo, um jogo ambíguo

É a relação entre o homem e a tecnologia

O futuro é incerto, mas ela avança

Cuidado é necessário, para não cair na dança.

Imagens geradas por mim usando Midjourney

Ainda não tem um nome para o samba-enredo. Se quiser tentar …

Pedi ao ChatGPT mas não gostei muito do que ele fez.

“Entre a admiração e o medo: a complexa relação do Homem com a Tecnologia”

“O Poder da Tecnologia: Aventura ou Ameaça?”

“O futuro nas mãos: A influência da Tecnologia na sociedade”

“A dança com a Inteligência Artificial: Um equilíbrio necessário”

“A era digital: Harmonia ou Desequilíbrio entre Homem e Tecnologia?”

Moral da história: um toque humano ainda vale muito!!!

--

--

Márcio Carneiro dos Santos

Professor do programa de Pós em Comunicação Profissional da UFMA. Coordenador do LABCOM. Publicações sobre Design Science, IAG e Jornalismo Digital.